Após o escândalo, CEO da Volkswagen pede demissão

Volkswagen CEO Martin Winterkorn

Diante do maior escândalo da Volkswagen, o CEO da marca Martin Winterkorn, renunciou o cargo. Ao que sabemos, cerca de 11 milhões de carros estão envolvidos em uma fraude de emissões.

Em poucas horas, após o escândalo, uma declaração oficial de Martin Winterkorn apareceu: “Como CEO Eu aceito a responsabilidade pelas irregularidades que foram encontrados em motores a diesel e, portanto, nos solicitou ao Conselho Fiscal chegar a acordo sobre terminando minha função como CEO do Grupo Volkswagen. Estou fazendo isso no interesse da empresa, embora eu não tenho conhecimento de nenhuma atitude errada de minha parte “.

Winterkorn diz que está “chocado que a má conduta em tal escala no Grupo Volkswagen” e menciona VAG precisa de um “novo começo – também em termos de pessoal.”

Ele continua sua declaração, acrescentando “Eu sempre fui levado por meu desejo de servir a esta empresa, especialmente os nossos clientes e funcionários. A Volkswagen foi, é e sempre será minha vida. O processo de clarificação e transparência devem continuar. Esta é a única maneira de ganhar de volta a confiança. Estou convencido de que o Grupo Volkswagen e sua equipe vai superar esta grave crise. “

A reunião do Conselho de Supervisão terá lugar na sexta-feira quando as recomendações para um sucessor será apresentado.

Sobre o autor: Renato Maia

 

Jornalista, Renato Maia é apaixonado por carros e tecnologia. Nascido no ABC paulista, ele respirou o ar das grandes montadoras que atuam na região, como Volkswagen, Chevrolet, Ford e Mercedes, que fazia o garoto de São Bernardo se encantar por automóveis. Logo a vontade de juntar o jornalismo e carros foram se aproximando, e em 2011 ele criou o Falando de Carro.

 

Últimas notícias sobre volkswagen

 
 

Add a comment

required

required

optional


 
 
Image and video hosting by TinyPic
 
 

Vídeos

 
 
 
 

Últimas Avaliações