Camaro Conversível garante esportividade ao melhor estilo americano

Chevroler Camaro conversivel SS- Falando de Carro-16

O Camaro SS Conversível chegou ao Brasil na metade de 2014 e desde então vem chamando a atenção de muitas pessoas pelas ruas.

Um dos grandes motivos que faz do Camaro um sonho de consumo de  muitas pessoas foi o filme Transformes, lançado em 2007. Com design agressivo, linhas ousadas e um ronco digno de um muscle car, o esportivo logo virou o centro das atenções quando o assunto é carro.

Chevroler Camaro conversivel SS- Falando de Carro-24

No coração do Camaro bate um forte 6.2 V8 naturalmente aspirado com 406 cavalos de potência e 56,7 kgfm de torque máximo. Segundo a marca norte-americana, o esportivo acelera dos 0 km/h a 100 km/h em 4,8 segundos. O modelo é sempre equipado com transmissão automática de seis velocidades.

Por conta da capota o conversível pesa 2.042 kg, cerca de 126 kg a mais só por causa do mecanismo da capota. A capota também não prejudica apenas no peso, mas também no espaço do porta-malas, que tem 30 litros a menos (290 litros).

A ausência do teto obrigou a GM reforçar a estrutura no assoalho e no arco formado pela base da coluna A até a base da porta dianteira. Isso serviu para que não houvesse santoantônio e deixar o design do conversível mais limpo.

Chevroler Camaro conversivel SS- Falando de Carro-32

Tudo isso ajudou para levar quatro ocupantes com uma certa folga, mas quem viaja atrás, acaba se incomodando com a falta de espaço para as pernas, mas depois que abrimos a capota, tudo é esquecido. No caso, a capota leva 20 segundos para abrir ou fechar, mas existe uma capa para esconder a lona e deixar o carro ainda mais bonito.

Quem está na frente aproveita a viagem com mais conforto. O motorista tem boa posição para dirigir e o volante com direção elétrica tem boa pegada e facilita as manobrar em baixa velocidade, já que estamos falando de um carro com 4,84 metros de comprimento e mais de 2 toneladas.

Chevroler Camaro conversivel SS- Falando de Carro-8

O painel de instrumentos é bem completo. Com estilo retrô, entre os relógios há um painel de LCD que passa informações do computador de bordo além da pressão dos pneus, voltagem da bateria entre outros detalhes.

Como estamos falando de um V8, com respostas rápidas após os 2.300 rpm, há um sistema de HUD (head-up Display) que projeta informações de velocidade, conta-giros e conteúdo de mídia no para-brisa.

Chevroler Camaro conversivel SS- Falando de Carro

Por fim, a cabine as vezes demonstra aparência simples, mas de bons arremates conta com bancos em couro e regulagem elétrica para o motorista, central multimídia MyLink com entrada USB, conexão Bluetooth e GPS integrado. A tela é a mesma encontrada nos demais modelos da GM como o Cruze e a S10, por se tratar de um carro de mais de R$ 260 mil, poderia ter algo e especial na tela.

Andando com o modelo percebemos porque os mais puristas amam muscle cars. O ronco do V8 empolga bastante, ainda mais se a capota está aberta.

Os oitos cilindros urram quando pisamos fundo, fazendo esquecer do belo sistema de som Boston com 9 alto-falantes e Subwoofer. O motor se faz presente e eficiente após os 2.300 rpm, a partir deste número, o ganho de velocidade é bem rápido.

Chevroler Camaro conversivel SS- Falando de Carro-3

Graças a tração traseira o Camaro SS tem disposição de sobra pra sair de traseira, o que faz a alegria dos amantes de drift. A suspensão firme garante que ele seja bem estável em curvas, mesmo em alta velocidade, mas os controles de tração e estabilidade precisam estar ligados.

Fritar os pneus do Camaro como um verdadeiro americano demonstrando força não é algo difícil para o esportivo. Basta desligar os controles, pisar nos freios e pisar mundo no acelerador, daí, é preciso apenas esperar a nuvem de pneu queimado aparecer no retrovisor.

Chevroler Camaro conversivel SS- Falando de Carro-10

Isso não pode ser feito toda hora, já que o câmbio esquenta e a eletrônica segura as rodas para que ele não estrague o motor.

Com rodas de 20 polegadas, o conversível as vezes acaba sendo descontável em cidades, não por conta da suspensão firme, mas pelos buracos já que ele as vezes parece flutuar em ondulações.

O maior vilão do Camaro na cidade não são os amortecedores, mas sim o consumo. tudo bem, estamos falando de um V8, mas já andamos em outro modelo com o mesmo número de cilindros e biturbo e o Camaro é bem beberrão.

Chevroler Camaro conversivel SS- Falando de Carro-20

Na cidade, no trânsito normal da cidade de São Paulo, o conversível faz uma média de 3,5 km/l e na estrada sem acelerar muito, o consumo não passa de 10 km/l.

De modo geral, o Camaro Conversível é um carro para quem busca o centro das atenções e gosta de carros esportivos da forma mais tradicional possível. Entretanto, para ter um conversível como este é preciso desembolsar cerca de R$ 261 mil, um valor bem alto para um carro que vale cerca de R$ 130 mil nos EUA.

Sobre o autor: Renato Maia

 

Jornalista, Renato Maia é apaixonado por carros e tecnologia. Nascido no ABC paulista, ele respirou o ar das grandes montadoras que atuam na região, como Volkswagen, Chevrolet, Ford e Mercedes, que fazia o garoto de São Bernardo se encantar por automóveis. Logo a vontade de juntar o jornalismo e carros foram se aproximando, e em 2011 ele criou o Falando de Carro.

 

Últimas notícias sobre Avaliação

 

1 Comment

 

Add a comment

required

required

optional


 
 
Image and video hosting by TinyPic
 
 

Vídeos

 
 
 
 

Últimas Avaliações