Envelopou o carro? Veja se você precisa regularizar no Detran ou não

Carros envelopados estão cada vez mais comuns, em São Paulo a onda chegou para ficar, a cor mais procurada é o preto fosco, mas três cores estão ganhando força para quem quer ser um pouco diferente. Branco, carbono e cinza vão brigando por um lugar ao sol. Carros com o branco fosco são geralmente combinados com rodas pretas ou vidros escuros, como a Captiva abaixo.


Carbono remete ao filme “Velozes e Furiosos”, mas o carbono é usado em algumas partes do carro, usar no veículo todo pode enjoar fácil ou ficar feio. Um bom exemplo da cor carbono é essa Weekend Adventure.

Agora particularmente a cor que eu faria no meu carro seria a cinza, vi esses dias um Focus hatch cinza fosco, foi o melhor envelopamento que já vi nas ruas, o dono quase o transformou em um modelo RS, colocando o cinza fosco com duas faixas pretas, do capo até o porta-malas, alem de logos “RS” nas laterais e porta-malas. Procurei na internet, mas não achei um modelo parecido, outro exemplo bom é um L-200 que ficou com um aspecto “militar”.


Bom, já falei bons exemplos de carros envelopados, agora para quem se interessou ou para quem está aderindo a nova moda deve saber o que precisa para deixar o carro em ordem com o Detran.

Quem vai colocar somente no capo ou no teto do carro, como muitos usam não se preocupe, só é necessário mudar a documentação se adesivar mais que 70% do veículo. 

Para proprietários de carros na cor preta e vai envelopar na cor pretra não precisa trocar o documento, o mesmo acontece para o branco, mas desde que esteja no documento escrito preto ou branco, nada de preto vulcano como a Fiat usa ou branco não sei o que lá.

Os que vão mudar totalmente a cor precisa ter paciência e um pouco mais de dinheiro já que para envelopar um carro todo está em média mil reais para um carro hatch. No Detran são mais uns R$ 500 dependendo da região onde mora, mas o que você precisa para regularizar. Há lojas onde se faz todo o trâmite, mas existem quem só faz a mão de obra e o resto fica com o proprietário, para isso segue abaixo o que se deve fazer

1 – Fazer uma autorização com firma reconhecida, declarando que vai trocar a cor do veículo.

2 – Levar o carro com a autorização, nota fiscal do adesivo e a de mão de obra da empresa que aplicou e ir até o Inmetro para inspeção do mesmo. Lá eles farão uma vistoria completa, desde a qualidade do adesivo até a conferência do Chassi.

3 – Por fim levar ao Detran de sua cidade todas as declarações para eles mudarem a cor no cadastro e no seu documento e pagar as taxas necessárias.


Quer ver mais notícias? Siga o Falando de Carro no Twitter ou no Facebook



Sobre o autor: Renato Maia

 

Jornalista, Renato Maia é apaixonado por carros e tecnologia. Nascido no ABC paulista, ele respirou o ar das grandes montadoras que atuam na região, como Volkswagen, Chevrolet, Ford e Mercedes, que fazia o garoto de São Bernardo se encantar por automóveis. Logo a vontade de juntar o jornalismo e carros foram se aproximando, e em 2011 ele criou o Falando de Carro.

 

Últimas notícias sobre Dicas

 
 

Add a comment

required

required

optional


 
 
Image and video hosting by TinyPic
 
 

Vídeos

 
 
 
 

Últimas Avaliações