Mercedes inicia a produção do Classe C em Iracemápolis

20160323_13a4b132bf3e4069a8de5bdf5b5d75b4_img-9945

A Mercedes-Benz dá início à produção de automóveis no Brasil, com uma nova fábrica em Iracemápolis. A planta foi inaugurada oficialmente na presença de autoridades, fornecedores e imprensa. A empresa investe um total de mais de 600 milhões de reais na nova fábrica, criando 500 empregos desde o início da produção. Os primeiros automóveis a sair da linha de produção em Iracemápolis são o sedã Classe C e, a partir do segundo semestre, o SUV GLA.

Iracemápolis – A Mercedes-Benz inaugurou sua nova fábrica de automóveis no Brasil, aumentando assim sua rede de produção mundial como parte da estratégia de crescimento global “Mercedes-Benz 2020”. A nova fábrica de Iracemápolis, localizada no interior de São Paulo, foi aberta oficialmente por representantes da Daimler AG em uma cerimônia que contou com a presença de autoridades, fornecedores e imprensa. O primeiro veículo a sair da linha de produção foi um Classe C.

“A abertura da fábrica da Mercedes-Benz de Iracemápolis é mais um marco de progresso do desenvolvimento de nossa rede de produção flexível e eficiente. A produção global da Mercedes-Benz Automóveis compreende 26 fábricas que estão organizadas em complexos de acordo com a arquitetura dos veículos. Com a produção local, estamos fortalecendo nossa competitividade global e estaremos ainda mais próximos de nossos clientes brasileiros e de suas necessidades,” afirma Markus Schäfer, membro do Board Mercedes-Benz Automóveis, Produção e Logística.

20160323_fcffa44a9fc648f4b9e891421b07e604_img-9897

Compromisso com o Brasil

Após o início da produção do Classe C na fábrica da Mercedes-Benz de Iracemápolis, o SUV GLA também sairá da linha de produção no segundo semestre. No primeiro estágio, a fábrica foi projetada para uma capacidade anual de 20.000 veículos.

A Mercedes-Benz obteve recorde de vendas no Brasil em 2015. “Acreditamos nas perspectivas de longo prazo do mercado de automóveis no Brasil,” declara Schäfer. “A fábrica de Iracemápolis será referência para as fábricas de porte médio em termos de layout e tecnologia. Assim, conseguimos uma produção altamente flexível e de alta qualidade para atender a demanda local”. Como parte da produção global, Iracemápolis está conectada com todas as fábricas da Mercedes-Benz Automóveis do mundo, permitindo um acesso independente do local aos dados de produção e à gestão do processo. Cada uma das instalações e todos os robôs, por exemplo, podem ser controlados e atualizados recebendo novos programas de software de maneira centralizada.

Com relação ao papel do Brasil na rede de produção da empresa, Philipp Schiemer, presidente da Mercedes-Benz do Brasil e CEO América Latina, afirma que “a Mercedes-Benz do Brasil está firmemente estabelecida no País desde 1956. A abertura de uma nova planta, 60 anos depois, é um compromisso forte com o Brasil e completa um ciclo de produção: a partir dessa inauguração, a Mercedes-Benz será a única da indústria automotiva a produzir automóveis, vans, ônibus e caminhões na América Latina”.

20160323_8438b61f0dbe40b1b96e19edcb6d34ad_img-9907

Construção em tempo recorde

A Mercedes-Benz investiu mais de 600 milhões de reais no novo local de produção de automóveis, com expectativa de criar cerca de 750 empregos na fábrica até o fim de 2016. Outros empregos serão gerados pelos fornecedores e prestadores de serviços na região. Somente 19 meses se passaram entre o anúncio da construção e o início da produção. “Na Mercedes-Benz, temos normas já testadas e comprovadas e kits de produção para nossas fábricas de automóveis, assim como planejamento, instalações e processos. Sua implementação permitiu um prazo de construção extremamente curto e garantiu que a fábrica estivesse pronta e operando rapidamente. O sucesso do projeto rápido foi facilitado por parceiros extremamente capazes e pela dedicação de nossa equipe” acrescenta Schäfer.

Qualificação de mão de obra

Em termos de recrutamento e treinamento de colaboradores para a linha de produção, a empresa coopera com o SENAI, Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial. Um novo centro de treinamento foi estabelecido em Iracemápolis com a finalidade de capacitar mão de obra local. Para fortalecer o treinamento, colaboradores foram enviados a outras fábricas da Mercedes-Benz no mundo, onde puderam se familiarizar com os processos de produção e integrar melhor o conceito global das demais. Um dos principais locais foi a unidade de Pune, na Índia, que também produz o Classe C. Outras fábricas que receberam colaboradores brasileiros foram as unidades de Bremen (Alemanha) da Mercedes-Benz, fábrica líder para o Classe C, e na fábrica de Kecskemét (Hungria), que produz modelos compactos.

Compromisso social com a região

No ambiente da fábrica, a Mercedes-Benz também está levando em conta sua responsabilidade social na região. A empresa possui parcerias com escolas de idiomas locais e universidades, assim como bolsas de estudo para a qualificação dos colaboradores. Acima de tudo, haverá ofertas de serviços de saúde para os funcionários.

Rede de produção global da Mercedes-Benz

20160323_20f4d295ffc8464abbc5a3271bef45c3_img-9812

A nova fábrica no Brasil faz parte da rede de produção global da Mercedes-Benz. Essa rede também inclui instalações de produção na Índia, Indonésia, Malásia, Tailândia e Vietnã. Em todos esses locais a Mercedes-Benz produz veículos em vários níveis de extensão para os mercados locais.

Mercedes-Benz Automóveis

A operação da Mercedes-Benz Automóveis produz veículos em 26 plantas distribuídas pelo mundo, que possuem uma rede flexível e eficiente com cerca de 78.000 funcionários. Isso inclui as funções centrais de planejamento, estrutura tecnológica, logística e qualidade. A Mercedes-Benz Automóveis produziu mais de dois milhões de automóveis Mercedes-Benz e smart no ano passado, marcando o quinto recorde seguido. A rede se baseia em arquiteturas de produtos com tração dianteira (veículos compactos) e com tração traseira (por exemplo, o Classe S, Classe E e Classe C) bem como nas arquiteturas de SUVs e dos modelos esportivos. Além disso, há a rede de produção de trem de força (motores, câmbios, eixos e componentes). Cada uma dessas redes de produção está agrupada em torno de uma fábrica líder que serve de centro de competência para o desenvolvimento de novos produtos, tecnologia e garantia de qualidade. O foco do trabalho diário está na melhoria contínua e refinamento de métodos de produção de excelência, que permitem a produção de veículos futuros de alta tecnologia de maneira eficiente, flexível e ecologicamente correta, de acordo com os padrões de qualidade típicos da Mercedes-Benz. Tudo isso gira em torno dos funcionários e sua especialização, cujo trabalho é apoiado sistematicamente por ambientes de trabalho com design ergonômico e automação inteligente. Além de suas próprias unidades de produção, a Mercedes-Benz está alavancando cada vez mais parcerias e utilizando a sua própria estrutura para alocar parceiros subcontratados como parte de sua estratégia de crescimento.

Sobre o autor: Renato Maia

 

Jornalista, Renato Maia é apaixonado por carros e tecnologia. Nascido no ABC paulista, ele respirou o ar das grandes montadoras que atuam na região, como Volkswagen, Chevrolet, Ford e Mercedes, que fazia o garoto de São Bernardo se encantar por automóveis. Logo a vontade de juntar o jornalismo e carros foram se aproximando, e em 2011 ele criou o Falando de Carro.

 

Últimas notícias sobre Mercedes

 
 

Add a comment

required

required

optional


 
 
Image and video hosting by TinyPic
 
 

Vídeos

 
 
 
 

Últimas Avaliações