Teste – Porsche Cayenne V6 faz jus a sua fama de bom SUV

Porsche Cayenne V6 - Falando de Carro-7

Em 2002, a Porsche apostou em um carro que praticamente todos não acreditavam que daria certo, o Cayenne.

O SUV ia contra todos os demais modelos da marca, já que a Porsche só contava com modelos esportivos em seu lineup. Mas mesmo assim, a Porsche acreditava no modelo.

Anos se passaram e provaram que eles estavam certos e muita gente acabou queimando a língua, pois o Cayenne além de ajudar a Porsche nos lucros se tornou um dos principais modelos da marca, assim como o clássico 911.

Recentemente o Porsche Cayenne recebeu mudanças para acompanhar o design do seu novo irmão, o Macan, por isso, andamos na versão V6 e entender porque o Cayenne se tornou referência em SUV de luxo no mercado mundial.

A versão testada foi a V6 com motor 3.6 aspirado com 300 cavalos de força e 40.8 kgfm de torque máximo. Apesar de ser um SUV com mais de 2.030 kg, o modelo acelera de 0 a 100 km/h em 7,7 segundos.

Porsche Cayenne V6 - Falando de Carro-14

O motor surpreende por ser aspirado, apesar de pesar mais de duas toneladas, o V6 dá conta do recado e possui um detalhe que as demais versões da Cayenne não possuem mais, o belo ronco de um motor aspirado. Mesmo sem função de escapamento, o Cayenne tem ronco surpreendente e empolga bastante em acelerações.

Outro fator que surpreende é sua transmissão. O Cayenne V6 vem equipado com câmbio de oito velocidades e não o PDK. Mesmo assim, quando ativado a função sport, as trocas são bem rápidas, quase como o PDK, e até os trancos nas costas é possível sentir quando você passa dos 4 mil giros e o pé está bem fundo no acelerador.

Acelerando bastante o Cayenne, o lado SUV fica de lado e toda aquela segurança dos modelos esportivos que a Porsche tem é perceptível no SUV.

Porsche Cayenne V6 - Falando de Carro-15

Percebemos que o torque está presente em baixas rotações, cerca de 2.000 rpm o carro fica forte a aceleração se torna muito constante até os 5.500 rpm. Mesmo em retomadas o Cayenne é capaz de cumprir a tarefa com folga.

Apesar da sua altura, o Cayenne segura bem em curvas e o controle de tração e estabilidade sempre atua para manter o carro a linha da curva. Apesar de esta versão não ter ajuste se suspensão, o modelo é extremamente confortável na cidade, absorva bem os buracos e não há barulho dos amortecedores. Em estradas a suspensão flutua e não sente as ondulações da estrada.

Como poderia de se esperar de um motor V6 com tração integral, o modelo não passa dos 6 km/l na cidade e não faz mais que 11 km/l na estrada.

Porsche Cayenne V6 - Falando de Carro-4

As mudanças estéticas do Cayenne mostram que apesar de uma nova geração estar um pouco longe de chegar, as atualizações feitas pela Porsche mantém o carro atualizado e sempre mais bonito do que era.

A dianteira conta com faróis ligeiramente menores e o LED diurno foi para o meio do para-choque, lembrando um pouco do Macan. Atrás as mudanças ficam no para-choque, com linhas mais esportivas e novas lanternas com LEDs que deixam inconfundível o Cayenne a noite. No caso desta versão, o Cayenne conta com rodas de 18 polegadas.

O Cayenne é um SUV de linhas sóbrias como um verdadeiro carro alemão, seu tamanho prova que o modelo é um veículo para levar toda a família para longas viagens, e o porta-malas de 670 litros tem capacidade para levar bagagens de cinco pessoas.

Porsche Cayenne V6 - Falando de Carro-33

Por dentro a versão testada tinha revestimento em marrom, que apesar de fugir do tradicional preto, a tonalidade agrada e deixou o modelo bem elegante.

Por dentro havia revestimento em parte das portas, bancos e volante, entretanto, é possível colocar couro no console, 100% das portas e até no teto, mas isso é opcional, ou de série na versões mais caras. Como poderia esperar de um Porsche, os arremates são excelentes e o acabamento é digno de seu porte.

A principal novidade do Cayenne para 2016 é o volante, que é o mesmo já usado pela Porsche, nos novos modelos, exceto o Panamera, que deverá ganhar nova geração ainda este ano.

Porsche Cayenne V6 - Falando de Carro-39

O volante que estreou no 918 e popularizou no Macan tem aparência elegante e com comandos bem funcionais. Apesar de não ter muitos botões como a maioria dos novos carros de luxo, o volante da Porsche possui um botão giratório do lado direito que serve para comandar a tela que fica dentro do painel de instrumentos.

Nesta tela o motorista tem informações do computador de bordo, GPS com opção de curva a curva, pressão dos pneus, temperatura da água, óleo e afins, além do rádio, telefone e mídia.

Inicialmente parece confuso como uma simples bolinha é capaz de fazer tudo isso, mas quando você está dirigindo, percebe que é um dos comandos mais eficientes, já que fica bem intuitivo e fácil de buscar tudo que precisa.

Porsche Cayenne V6 - Falando de Carro-23

Um pouco mais ao lado, há a central multimídia, que é o mesmo sistema dos atuais modelos da Porsche a venda no Brasil. A central é sensível ao toque e tem uma posição ideal para mexer sem precisar desencostar do banco para acessar algumas informações. A central conta com entrada USB, conexão Bluetooth, GPS, dados do computador de bordo e várias outras informações.

Entre os itens de série, o Cayenne nesta versão ainda tem ar condicionado digital dual zone, retrovisores com sistema anti-ofuscamento, faróis de xenon, bancos elétricos com memória para

O conforto abordo é o grande potencial do Cayenne. O espaço é bom para todos os ocupantes, e o isolamento acústico é algo que impressiona. Mesmo em alta velocidade, o ruído externo é praticamente zero mesmo a 120 km/h, o que transmite mais conforto e deixa o sistema de som mais interessante.

Porsche Cayenne V6 - Falando de Carro-31

A posição de dirigir também agrada, mesmo sendo um SUV, é possível ajustar os bancos para uma condução mais esportiva e a dirigibilidade também agrada já que a direção eletro hidráulica passa mais confiança e segurança.

De modo geral o Cayenne agrada, faz jus a um dos principais SUVs do mercado mundial. Nesta versão, o modelo parte de R$ 380 mil, e mesmo sendo a versão de entrada, há bons itens de série, motor e luxo.

Sobre o autor: Renato Maia

 

Jornalista, Renato Maia é apaixonado por carros e tecnologia. Nascido no ABC paulista, ele respirou o ar das grandes montadoras que atuam na região, como Volkswagen, Chevrolet, Ford e Mercedes, que fazia o garoto de São Bernardo se encantar por automóveis. Logo a vontade de juntar o jornalismo e carros foram se aproximando, e em 2011 ele criou o Falando de Carro.

 

Últimas notícias sobre Avaliação

 
 

Add a comment

required

required

optional


 
 
Image and video hosting by TinyPic
 
 

Vídeos

 
 
 
 

Últimas Avaliações